top of page
XIII-deisiane.jpg
Deisiane Barbosa

Deisiane Barbosa nasceu em São Félix em 19 de dezembro de 1992, e desde pequena habita o trânsito entre o povoado do Cruzeiro (distrito cachoeirano) e a cidade da Cachoeira. É desse trânsito que se alimenta suas criações: artista visual, poeta, andarilha, costureira de livros, escritora de cartas, mestra em Artes, e etc. No diálogo entre linguagens, varre a poeira da memória, pra recontar histórias, como quem junta retalhos de uma grande e colorida colcha, pedaços de lembrança de vó, que chegam nas conversas regadas a café quente na varanda da Casa Amendoeira, onde vive os dias e gera sua arte.

Inventa personagens para narrar possibilidades outras de vida, para mulheres, espaços, lembranças. E desvenda palavras ocultas, escritas escondidas pelos silêncios, pra cantar ao mundo as vozes dessa encruzilhada do seu lugar, entre o portal do Sertão e as terras úmidas do Recôncavo, na insistência em existir a partir dali, e não de outras margens, reflorestando caminhos. O espalhamento de sementes desde sua aldeia é para ela, uma metáfora para o velejar artístico, com suas marés revoltas, outrora calmas, nas quais prefere insistir remando, e regando seus brotos de imaginação.

Palavras-chave: Palavra, casamendoeira, zona rural, cartas, videoperformance, recriação.

bottom of page